Novidades da Chanel: Pharrell, sem pele e com… Netflix!

05.12.2018 - 11:22 Desfiles Nova York comente!

Ver mais fotos

A Chanel apresentou seu Métiers d’Art, que sempre homenageia seus ateliês especializados e dessa vez se refere ao pré outono-inverno 2019/20, no Metropolitan Museum de NY, o mesmo local onde acontece o baile do Met. Karl Lagerfeld olha pro Egito e, com isso, dispensa o prateado da tendência – se joga no ouro em botas, bolsas, tricôs, chapéus, detalhes. Chama a atenção a quantidade de negros no casting, referência ao embranquecimento da corte egípcia no imaginário da cultura ocidental. Inclua aí Pharrell Williams, sim, na passarela! Está sabendo que Pharrell vai fazer coleção colab com a Chanel, né? Pois!

Destaques: a pala redonda e larga que deixa o ombro mais destacado, a estampa de graffiti (tipo o novo hieróglifo), profusão-ostentação de colares, o branco em contraponto ao dourado, saia transpassada, o make quase Olho de Hórus bem marcado. Sobra até espaço pro grupo Memphis com seus gráficos oitentistas – antes de ser uma cidade norte-americana, Memphis era uma cidade importante do Antigo Egito. 

Um pouco antes do desfile acontecer, a marca francesa anunciou que vai banir o uso de “peles exóticas” de suas coleções. Isso inclui pele em si mais couro de crocodilo, lagarto, cobra e arraia. Ou seja, isso é inédito – outras marcas de moda que anunciaram banir o uso de pele, como a Gucci e a Burberry, não incluíram o croco na sua ação, por exemplo. A Chanel alega que a decisão está no fato de ser cada vez mais difícil encontrar couros e peles que estejam no padrão de qualidade da maison e, ao mesmo tempo, tenham o nível ético necessário. O presidente da Chanel Bruno Pavlovsky comenta o problema de fornecimento e afirma que esse não era um negócio no qual a Chanel se destacava, de qualquer forma: “Fizemos [o banimento] porque está no ar, mas não porque as pessoas impuseram isso pra nós. É uma escolha livre.” O foco, portanto, vai ficar em materiais e especialmente couros gerados pela indústria agropecuária, como o de boi. Esse croco que você está vendo nas fotos? É fake, uma impressão em relevo! Quem diria, a Chanel usando croco fake…

Outra novidade do mundo Chanel: “7 Days Out“, que entra no catálogo da Netflix, vai trazer a preparação do desfile de primavera-verão 2018 de alta-costura da casa francesa! O doc é dirigido por Andrew Rossi (o mesmo de “The First Monday of May” sobre a exposição de moda e o baile do Met) e deve mostrar o processo criativo de Lagerfeld, a construção do grandioso cenário no Grand Palais e, claro, muita moda. “7 Days Out” faz parte de uma série que acompanha grandes nomes de diversas áreas (além de moda, deve ter gastronomia, entretenimento etc.) e o primeiro episódio é sobre Karl! Deve chegar em breve no Brasil (a estreia na Netflix lá de fora é 21/12). Ansiosos?

Tags:                                                  

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Últimas