Moschino outono-inverno 2016/17

26.02.2016 - 12:06 Desfiles Milão comente!

Ver mais fotos

Aviso: a moda mata! Essa é a bem-humorada mensagem de Jeremy Scott no outono-inverno 2016/17 da Moschino, uma versão daquela frase que avisa sobre os perigos de fumar. “Estava pensando em cigarros e no vício das pessoas pela moda“, ele explica, pra justificar o fogo na passarela em um cenário composto por artigos de luxo carbonizados e modelos com looks que parecem queimados, com alguns até soltando fumaça – ui!

Quanto às roupas, a história que Scott quis contar é a de uma garota rebelde que saiu de um filme americano dos anos 80, destruiu seu vestido de formatura e foi pra passarela. Couro (em pegada sadomasô estilizada) e jeans são combinados com tecidos brilhosos, laços e volumes bem oitentistas, criando uma imagem de moda que pode não agradar a todos mas que com certeza chama a atenção! O drama fica por conta das correntes e pedrarias formando esqueletos humanos e o look final todo em vermelho, cheio de buracos e com mangas presunto (elas também apareceram no desfile da Gucci!), mas principalmente pelo vestido-lustre-candelabro que levou os espectadores ao delírio. E teve referência ao Le Smoking (o clássico smoking feminino criado por Yves Saint Laurent) – também todo destruído, é claro!

Mas o que mais chama a atenção é que o inverno da Moschino se afastou dos elementos superpop. Será que a Barbie ficou no passado de vez? Já o desfile-espetáculo continua… Na galeria você confere toda essa loucura!

Tags:                                    

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Últimas