Margiela segue os nativos digitais na sua alta-costura

04.07.2018 - 11:49 Desfiles Paris comente!

Ver mais fotos

Não é pra Paris, como a Chanel; não é pras próprias técnicas de ateliê de alta-costura, como a Dior e a Armani; não é pro passado, como a Schiaparelli, a Givenchy e a BalmainJohn Galliano olha pro futuro no outono-inverno 2018/19 da Artisanal, a linha de alta-costura da Maison Margiela! Ou seja, ele na verdade segue os ditames da casa onde trabalha, já que Margiela nunca foi de tradição mesmo… O estilista tem um raciocínio muito interessante, na busca do que é cool hoje: se vestir em camadas, como um nômade pronto pra enfrentar a temperatura e as necessidades que vierem (o iPhone ou iPad vem acoplados!), em um look que é ao mesmo tempo convidativo ao toque e uma espécie de casulo que protege quem o usa. Adicione a isso pitadas de um clima tecnológicoraveresportivo, muitas misturas de cores, modelagens desafiadoras (que seriam uma espécie de modelagem nômade, na qual a “memória” de uma peça se inflitra em outra!). Pra quem curte novidade, é uma lufada de ar fresco em uma temporada um tanto quanto autorreferente… E tem uma cara bem mais jovem que a dos colegas, bem mais ligada em uma nova realidade, não te parece? Veja mais na galeria!

Tags:                              

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Escolhas da Lilian

Últimas