Louis Vuitton outono-inverno 2014/15

05.03.2014

É uma nova era na Louis Vuitton: logo de cara, o desfile não começou pontualmente como costumava acontecer com Marc Jacobs. Esse outono-inverno 2014/15 marca a entrada do novo estilista da marca, o ex-Balenciaga Nicolas Ghesquière. A apresentação também traz o melhor de Marie-Amélie Sauvé, stylist e fiel escudeira de Nicolas, que foi com ele pra LV. À primeira vista, é Marie que continua a mil: o brinco-chaveiro em uma orelha só, o cinto amarradinho, o colar curto com pingente grande de metal meio abstrato meio tribal – sacadinhas prontas pra dominar as ruas, com clima garota francesa descolada e toque anos 60.

E vamos pra parte de Ghesquière, que também é boa: a inovação em matéria de tecnologia têxtil continua, mas é mais “escondida” que no seu emprego anterior. Será que é porque o ar daqui é menos futurista, esteticamente falando? Mas tem patchwork de couro, tratamento no couro que dá uma cara emborrachada-brilhosa (tipo glossy), “plumas” artesanais com tricô canelado na saia, bordado furtacor bem rente ao tecido… O clima sessentinha de curtos em linha A é complementado pelas botinhas com salto maxivírgula, algumas com laço-nó na tira.

Só que o momento mais-mais fica pras bolsas, carro-chefe da Vuitton, que é onde parece que o novo diretor criativo concentra suas forças: a 1ª, nas mãos da Freja Beha abrindo o desfile, é a Petite Malle. Trata-se de uma bolsinha pequena e rígida, tipo minibaú LV. Cara de hit instantâneo. Também tem o trapézio camelo com matelassado vermelho, a com estampa concretista abstrata, a retangular pequena tipo Petite Malle só que de metal e com capa de couro removível, a bolsa-capa que parece mais uma folha A4 de couro com monograma e um chaveiro pendurado… E a bolsa de uma alça só, será que pega? Confira mais na galeria!

Tags:                                          

Compartilhar