Just Kids outubro de 2016

27.10.2016

Just kidding! Juliana Jabour e Karen Fuke, ex-colegas de trabalho da Triton, unem forças pra fazer algo por diversão e amor, sem se preocupar com o lado comercial: a Just Kids (o nome brinca com as iniciais das duas e de quebra cita o livro de Patti Smith). É uma brisa fresca – raro ver alguém no line-up do SPFW se propondo a simplesmente não se preocupar com volume de vendas, fazendo desfile por amor à moda. São 10 itens com variação de cor entre blusões de moletom (principalmente) e calças com o universo do streetwear, “que está no nosso DNA”, segundo a própria Ju. É um crash de referências muito atraente, meio místico meio bruxa meio subversivo, muito bem humorado (o primeiro look ironicamente avisa, moletom-slogan, “we’re not here to sell clothes“; e tem outro que traz, nas costas, um aviso: “fashion kills“!). Elementos fortes: correntes, letras góticas, rabisco, mãos. “Nil sine Deo“, diz uma estampa, “nada sem Deus” em latim; e o último look traz ensinamentos mágicos: “Um anel de sal irá protegê-lo”. A passarela, aliás, superdemocrática com todo mundo em pé no corredor da Cartel 011 de Pinheiros, foi demarcada justamente com uma linha de sal no chão. A trilha é de Luisa Matsushita (a Lovefoxxx) e as roupas chegam já na semana que vem na mesma Cartel da Artur de Azevedo, na do JK Iguatemi e na plataforma online da multimarca, com preços entre R$ 600 e 800 que se justificam pela produção menor e os vários beneficiamentos que cada peça traz. É o que a turma quer agora – e a gente deseja muito que o projeto tenha mais edições! Empolgante, cheio de energia boa. (Jorge Wakabara)

Tags:                                  

Compartilhar