Heloísa Faria outono-inverno 2017

12.11.2016

De volta às origens! Desde que Heloísa Faria começou seu vôo solo em marca homônima, ela tentou o caminho que muita gente tenta: fortalecer sua presença em atacado, conseguir mais pontos de venda… Mas só vale a pena quando você faz as coisas que gosta e acredita, não é mesmo? E a Helô, quando ainda era parte da P’tit (e era um dos destaques da Casa de Criadores na época), já reaproveitava tecido vintage muito antes do termo “upcycling” virar moda. “Tenho uma loja na qual posso lançar minicoleções aos poucos, minha marca não é um grande atacado. Acredito nisso… e vou fazer, pronto acabou, sabe?”, ela explica, se referindo à impossibilidade de produzir um volume maior quando você trabalha com “garimpo têxtil”. No caso dela, esse garimpo passa por mercado de pulgas de Pasadena, o paletó Zegna do ex e até tecidos de suas próprias coleções passadas. Então é isso: nesse outono-inverno 2017 a gente vê a estilista resgatando esse seu lado que era um de seus pontos mais fortes, e o resultado é uma delícia! Pra se inspirar, ela vai do cineasta David Lynch à artista Georgia O’Keeffe (mais um resgate: Helô se inspirou em Georgia na sua 1ª coleção solo!), pensa em road trip (ela fez uma de motorhome pelos EUA) e chega em uma imagem de mulher meio boho, de longos em camadas, sobreposições, de jeans com a barra desfiada, de transparências e tricozão com uma imagem de estrada, de acessórios delicados com pequenas pérolas em parceria com o Estúdio Iracema, de fivelas retrô que Helô colecionou em suas voltas por aí. E em contraponto com essas peças únicas, está misturado ali pelo meio o resultado da parceria com o site Passarela, que já está à venda – o mais legal é o casaco jeans e a botinha vazada no calcanhar. (Jorge Wakabara)

Tags:                                    

Compartilhar