Fendi desfila em Milão em um mood à la Lagerfeld!

15.01.2019

O outono-inverno 2019/20 da Fendi explora a dualidade masculina. Silvia Venturini Fendi e seu eterno colaborador Karl Lagerfeld (sim, Karl trabalha com a Fendi há mais de 50 anos!) inovam num clássico do guarda-roupa dos homens: a alfaiataria, isto é, o que chamamos genericamente de terno – o termo certo, em português, é costume já que terno implica 3 peças, isto é, calça, paletó e colete. Dito isso, eles alteram as proporções do terno criando assimetrias, brincando com volumes e até com peças bicolores: metade de uma cor, metade de outra.

Vem ver: A passarela sci-fi de Miuccia Prada

A silhueta é mais solta, as calças são mais altas. E se combinam com tricôs, camisas transparentes ou doudones – sem deixar de lado casacos de pele, que são o DNA da marca. O marrom predomina, seguido pelo marinho, cinza e preto – todos combinados, lembrando os estilistas japoneses Yohji Yamamoto e Rei Kawakubo dos anos 1980/90.

Meu amigo Karl: alguns momentos que já tive com o Karl Lagerfeld!

Mas não é com os novos ternos que a Fendi vai fazer a revolução. Criadora de um dos maiores fenômenos de it bag, o modelo Baguete, Silvia desenvolveu junto à marca japonesa Porter-Yoshida uma Baguete pensada para os homens, anatômica e esteticamente, com direito a várias versões como pochete, shoulder ou slim, em materiais que vão do náilon ao crocodilo. Tem tudo para virar hit! 

Clica na foto para conhecer a coleção completa!

Tags:                                                                                          

Compartilhar