Categorias: Beleza Esmalte

Esmalte “Kiss me I’m Brazilian”, de 2014, é alvo de críticas e de petição contra o nome

07.09.2020

Foto Reprodução

O que você acha de um esmalte chamado “Kiss me I’m Brazilian”?

Em tempos de tantas revisões de (pré)conceitos e condicionamentos, é no mínimo estranho se deparar com um  esmalte chamado “Kiss me I’m Brazilian” (Me Beije Sou Brasileira). Lançada pela O.P.I. em 2014 (ano da Copa do Mundo), dentro da coleção Brazilian, nas opções lacquer, gel e em pó, a linha virou tópico de discussão recentemente. No site da marca e nas redes sociais, surgiram vários comentários de conotação sexista, apontando objetificação da brasileira, em relação ao nome “Kiss me I’m Brazilian”.

Durante o final de semana, a plataforma online norte-americana da OPI, deletou os comentários críticos e passou a bloquear os novos. No Brasil, foi criado um abaixo-assinado no site change.org com o objetivo de impedir a continuação do uso do nome “Kiss me I’m Brazilian” que, até a publicação deste post, já contava com mais de 10 mil assinaturas. Outros nomes de esmalte da mesma coleção que também não estão pegando bem são o “Taupe-less Beach” e “Red Hot Rio”.

Tags:      

Compartilhar