Só se fala de...

O make escândalo de Mily Serebrenik

19.02.2009 - 19:30 Portfolio 5 comentários

Divulgação

Divulgação
Picture 1 of 23

Coco Rocha no editorial Yves Saint Laurent para revista "Gala"

Outro dia, Blog LP falou da maquiagem usada pela atriz francesa Isabelle Adjani no Globes de Cristal: uma incrível renda feita com aerógrafo que ia do decote da roupa até o rosto dela. A criadora do look é Mily Serebrenik, maquiadora brasileira que mora em Paris e faz editoriais pra revistas diversas que vão da “Madame Figaro” à alternativa “Dong”, desfiles como o dos 75 anos da Lacoste, Hermes, Kenzo, Martin Margiela e outros. Entre seus clientes, estão também as lojas de departamentos Le Bon Marché e Galeries Lafayette. E é ela que cuida de mim quando estou em Paris. No Portfólio de hoje, a Mily conta como tudo aconteceu:

“Tudo começou nos anos 80. No final da escola, passava o tempo livre cortando o cabelo dos meus amigos e bolando roupas para frequentar as noitadas do Madame Satã. Eu já colecionava revistas de moda e queria ir para Paris, mas quando acabei o colegial, em 85, aconteceram os atentados terroristas na Europa, e minha mãe arranjou uma boa desculpa pra não me deixar ir. Então fui pra NY, onde trabalhava como baby-sitter, assistente de um estilista de roupas infantis e continuava a cortar o cabelo dos amigos. Na segunda vez que fui aos EUA, fui deportada no mesmo vôo. Sem opção, tive que procurar emprego nos salões de beleza dos Jardins até conseguir um novo passaporte e ir pra Londres, onde arranjei um trabalho numa barbearia. Tempos depois, quando voltei a NY, fui aceita no salão do Jean Louis David graças à técnica que tinha aprendido na barbearia londrina.

Depois de três anos, voltei pro Brasil e trabalhei cinco anos na MTV, onde acabei aprendendo a maquiar. Inquieta, me mudei pra Berlim, onde de fato começou minha carreira na área de hair e make-up pra fotografia. Com o tempo, percebi que Berlim não era realmente o lugar da moda e procurei um agente em Hamburgo, que é um grande mercado de catálogos, revistas de moda e publicidade. Os contatos foram melhorando, meu book também… Senti que estava pronta para Paris, eu queria realmente fazer moda! Em janeiro de 2003, consegui meu primeiro trabalho e me mudei pra cá. Um sonho desde quando eu ainda folheava revistas de moda. Uma longa história? Sim, mas ainda é só o começo…”.

Tags:  

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (5)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>