Só se fala de...

Sobre filmes de moda, 3D e tubarões. Ou tudo junto

02.09.2011 - 11:00 Portfolio 6 comentários

Jacques Dequeker começou sua carreira como fotógrafo há quase 11 anos e, talvez por conta de muito de boxe e surfe no currículo, ele tenha coragem suficiente pra mergulhar ao lado de tubarões e pra buscar novas alternativas pro seu trabalho. É um idealista apaixonado, que quer que a expressão de moda brasileira deslanche pra ser vista por todo o mundo. Mas mantém os pés no chão: “Está muito longe ainda – precisamos aprender a valorizar o que é feito aqui. O sucesso é visto de forma errada no Brasil. Aí você vai lá pra fora, volta com um nome e só assim as pessoas te reconhecem”.

Seu reconhecimento veio rápido, com o 1º trabalho profissional estampado na “Vogue” brasileira, em 2000. E agora, já estabelecido, ele volta a sentir o mesmo frio na barriga do começo, levantando a bandeira dos filmes de moda ao lado de nomes como Marcus K. Jones, Karl Lagerfeld e Bruce Weber, cujos vídeos foram exibidos na 2ª edição do La Jolla Fashion Film Festival, que acontece uma vez por ano na Califórnia. Orgulhoso, ele conta sobre seu encontro com Marcus, citado pela “Vogue” Itália como o mestre dos filmes de moda: “Ele veio me dizer que estuda meu trabalho há 2 anos – fiquei feliz pra caramba! Há 2 anos sou sócio do Marcos Mello na Cavallaria, uma produtora que começou a fazer mais moda e só cresceu desde então nesse ramo. Hoje, de 30 clientes fixos, 28 querem filmes”.

Jacques Dequeker

Jacques Dequeker
Picture 1 of 23

Jacques Dequeker trocou o medo de tubarões por fascínio depois que começou a mergulhar em Fernando de Noronha

Mas ele observa: “Making of é uma coisa, clipe de moda é outra, e filme de moda, outra! O filme tem roteiro, é um curta-metragem, envolve uma pré-produção e ele que é a tendência”. Essa revelação veio em 2009, quando ele ouviu de uma agente que esse era o futuro e que Steven Meisel – ídolo do fotógrafo – estava entrando na onda, usando uma câmera Red. O equipamento produz vídeos de qualidade e Jacques passou 2 anos na fila de espera pra comprar uma nova – “O James Cameron comprou 30 e quebrou o mercado!”. Foi com uma delas que ele filmou “Polaroid Circus“, que lhe trouxe o prêmio de melhor fotografia do Festival de Gramado. “Não esperava, porque o pessoal de cinema torce muito o nariz pro povo da moda”. O curta pode entrar nos festivais do Rio e SP, e uma pré-estreia está nos planos.

“Sinto falta do 3D, ninguém foi na minha vibe, mas não desisti!”. Jacques é o nome quando se pensa em fotografia 3D, desde quando ganhou da mulher (a também fotógrafa Raquel Rossa) uma Sputnik, uma câmera russa dos anos 50. Gostou da experiência, mas precisou adaptar a técnica à tecnologia digital, pra conseguir o custo. “Comprei 2 5Ds, juntei com partes de umas câmeras antigas e deu certo. Todo mundo gosta, mas é sempre no maldito óculos que a coisa pega. Fica caro pra revistas e aí todo mundo volta atrás. Fiz uns 3 trabalhos que são 3D e que ninguém vê, porque não tem óculos. Quem bancou o 3D foi a Ellus – e nós fizemos a campanha e o desfile em 3D, no ano passado. Não é mistério nenhum, mas é caro. Quero fazer um livro em 3D”.

É também em 3 dimensões que Jacques vai captar sua outra paixão: os tubarões. “Vou pra Polinésia Francesa no fim do ano e vou fazer um filme 3D! Vou juntar as minhas 3 paixões”. Pelos bichos ele se encantou em Noronha, mergulhando, e de 5 anos pra cá todo seu tempo de folga é dedicado ao hobby. Minha mulher é minha companheira, ela até voltou a cursar Biologia por causa disso. Viajamos o mundo pra nadar com os tubarões – eles não costumam atacar mergulhadores; só atacam os surfistas porque os confundem com focas”. Toda essa dedicação virou voluntariado quando ele foi convidado pra ser embaixador artístico da Sea Sheperd, uma ONG que protege a vida marinha, pra onde vai, por exemplo, o lucro das vendas de suas fotos expostas na loja Korda, em SP, até o fim de setembro.

Aí na galeria voce vê algumas delas e conhece melhor o trabalho de Jacques!

“Fins”
De 2ª à sábado, de 11h às 20h
Korda: r. Barão de Capanema, 541, SP
Informações: (11) 3081-4005

Tags:                                                      

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Comentários (6)

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>