Bom a Bezzi: Transvision Vamp

ReproduçãoPop Art: o primeiro petardo de 1988

Nos idos de 1988, surgiu na Inglaterra o Transvision Vamp, um grupo que cruzava a energia punk com a doçura do pop. Liderados pela sex symbol e fashion freak Wendy James, a banda teve uma carreira meteórica, 3 álbuns lançados e quase chegaram ao topo.

ReproduçãoWendy James, nos tempos de musa rocker

O Transvision Vamp começou no circuito de clubes londrinos. Num curto período, assinaram com a MCA lançando o ótimo “Pop Art” em outubro de 1988. A imprensa se interessou pelo conjunto, especialmente pela bela Wendy, que frequentemente saía nas capas dos semanários musicais e em ensaios sensuais. Em seguida, vieram mais dois trabalhos: “Velveteen” de 1989, que os projetou para outras partes do mundo, e o disco de 1990, o fraco “Little Magnets Versus the Bubble of Babble” que prenunciava o fim eminente.

ReproduçãoDavid Parsons (na extrema direita) cansou de Wendy James e formou o Bush

Um dos motivos da separação foi o excesso de atenção dado à sua vocalista, deixando seus colegas sempre como coadjuvantes. O baixista David Parsons se cansou e formou o Bush junto com o então desconhecido Gavin Rossdale (marido da estrelada Gwen Stefani). Wendy James tentou um vôo solo mal sucedido e atualmente segue fazendo aparições como DJ em festas e com a sua banda atual- Racine. No player, “I Want Your Love” do primeiro disco do grupo, ainda no auge.

Lembrete: 07/08 tem Sexta Esquenta. No som, Bezzi, Tati Ribeiro e o staff do site deepbeep. Para nomes na lista, mande um e-mail!

Tags:      

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Comentários via Facebook

Comentários (3)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas