Marc Jacobs, o herdeiro de Louis Vuitton

Reprodução

Picture 1 of 6

O catálogo de "Louis Vuitton Marc Jacobs", editado pela Rizzoli

Enquanto especula-se sobre a saída de Marc Jacobs da Vuitton pra assumir a direção criativa da Dior, o museu Mode et Textile, dentro do Les Arts Décoratifs, em Paris, se prepara pra receber uma retrospectiva que destaca a importância do estilista na história da marca. “Louis Vuitton Marc Jacobs” entra em cartaz no dia 6/03/12, com curadoria de Pamela Golbin, e fica por lá até o dia 14/10. E o título não se refere à etiqueta, e sim ao seu fundador: Louis Vuitton começou seu negócio em 1854 com malas e artigos de couro. 143 anos depois, a marca que ele criou ganhou uma linha de roupas que lhe deu novo gás, sob o comando de Marc Jacobs – a exposição faz esse paralelo das 2 evoluções.

LEIA MAIS: Imagens daquele que pode ser o último desfile de Marc na Vuitton
VEJA TAMBÉM: O trabalho de Richard Prince, que já colaborou com Marc na Vuitton

Ironia do destino ou uma operação coordenada, o projeto chega num momento que pode ser de despedida pra Jacobs. Em setembro, quando a Vuitton inaugurou “Louis Vuitton: The Art of Fashion” com 30 peças-chave criadas pelo estilista, Katie Grand, a responsável pela curadoria na ocasião, rebateu os rumores de uma homenagem proposital por causa da possível ida pra Dior contando que a equipe estava trabalhando desde o começo do ano na mostra.

Considerando as imagens do catálogo de “Louis Vuitton Marc Jacobs“, já em pré-venda na Amazon, editado pela Rizzoli, a expô itinerante de Grand, que já passou por Londres antes de virar atração na capital da moda italiana, parece ser apenas uma prévia do que está por vir em 2012. Resta saber se na mesma época em que Marc será comparado com o próprio fundador da marca, ele estará trabalhando em outro lugar…

Tags:                  

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Comentários via Facebook

Comentários (4)

  • paulo disse:

    Incrível esses manequins….

  • lucas disse:

    gente amei isso eu amo ­louis ­vuitton Marc Jacobs um
    e otimo 2 puro luxuuuuuuu

  • Valeria Vasques disse:

    Que lindo

  • Helder disse:

    Creio que a saída de Marc da Louis Vuitton será, se ocorrer, de forte perda para o grupo. A Dior parece estar numa maré de azar muito maior agora: parece que nem o episódio com Galliano fora tão mal visto quanto a proposta de moda elaborada pelo diretor criativo interino. A marca está desgastada e vai demorar muito pra Marc conseguir dar fôlego a ela. E, assim como eu, muita gente ainda está com aquela história de vídeo antissemita engasgada: não creio que aquilo fora desproposital! Logo, ainda sou saudosista em relação a Galliano na marca! Acho que é por isso que é tão difícil encarar uma Dior sem Galliano, e as comparações serão sempre feitas com quem quer que seja que venha a fazer parte do corpo criativo da Dior. Desejo a Marc mais sucesso, como foi este desfile de primavera 2012: achei uma coisa linda, além do da sua marca própria, em NY. Torço por Marc!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas