Só se fala de...

Casa de Criadores outono-inverno 2009

10.12.2008 - 13:32 Desfiles comente!

a7869cc62ed3f5ea3fa772e0a34f88a4

a7869cc62ed3f5ea3fa772e0a34f88a4
Picture 1 of 38

R Rosner

Sete estilistas se apresentaram no projeto de novos talentos.

R.Rosner – Uma moda ateliê que soa um pouco envelhecida para um evento de novos talentos. A combinação de bordados com tecidos brilhantes e plumas deixa alguns looks pesados. Talvez o estilista se desse melhor se exercitando em roupas mais casuais e alfaiataria, como no casaco bege em lã do começo, bem bonito.

Tony Jr. – O estilista assume seu “olhar retro”, o que não é ruim, mas se prende demais ao passado. A coleção também perde em unidade: no começo temos uma espécie de menina glacial-street que depois vira algo meios anos 70 étnico. O excesso de assessórios também atrapalhou a apresentação.

Mahogani – O desfile bem comercial se divide em dois: o primeiro é inteiro em bege, bem feminino e delicado, com vestidinhos em renda e laços. Na segunda metade aparecem mulheres todas de preto. A imagem é bem fetichista, com maquiagem pesada e muita renda, só que agora negra. A apresentação termina com a entrada de Bianca Exótica e Michael Love, duas das travestis mais famosas da moda/noite. Foi um dos desfiles mais aplaudidos.

Arnaldo Ventura – O veterano agradou com sua coleção de Mulheres Formigas. Sua experiência aparece na unidade da apresentação e na execução das peças que recebiam volume e enchimentos na cintura ou no bumbum, como a silhueta de uma formiga. Lindo o macacão solto com brilho, perfeito pra encarar uma festa sem recorrer aos conhecidos vestidos.

Juliana Altafim e Najla Dib – A dupla de estilistas apresentou uma menina divertida que parecia ter saído do futuro ou de viagens intergalácticas. Com um interessante mix de materiais com brilho e cores fortes, muito plástico, botas acetinadas e volumes de frufru que enfeitavam desde as saias superrodadas até coletes inteiros inflados.

Jadson Raniere – O estilista apresentou uma coleção bem ao estilo minimalismo urbano. As peças têm um quê militar, o que fortalece o lado masculino do desfile, que é melhor que seu feminino. Muitos casacos com grandes golas e calças justas quase sempre enfeitadas com zíperes – tudo com um apelo comercial.

Tags:                  

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>