À La Garçonne outono-inverno 2017

16.03.2017 - 14:52Desfiles SPFW comente!

Ver mais fotos

Vários estilistas tem focado em um valor nesse SPFW: a liberdade. Abaixo à censura, oficial ou no julgamento social: cada um que faça o que bem entender, o que achar ser bom pra si. E é na roupa que isso está mais defasado ainda: “certo ou errado” é muito démodé! Então Alexandre Herchcovitch se une a esse coro da liberdade pra ousar, se divertir ou passar a mensagem que você bem entender no palco da À La Garçonne do seu marido Fabio Souza: aqui entra o universo do boxe, o punk metaleiro, o sadomasoquismo, o militarismo, o romance do vestido levinho (usado com uma sela por cima, claro). As referências vão se misturando deliciosamente, com momentos ultraousados de renda transparente na parte de trás da saia, jockstrap deixando a bunda do modelo de fora – uma camiseta diz “love not allowed”, portanto o sexo sem compromisso é o slogan; e aí uma jaqueta pede “love” em pegada bem direta; e aí outra tem uma mão-esqueleto pintada mostrando o dedo do meio. Enfim: “amor“, “sexo“, “foda-se”, escolha a sua, fique à vontade! Outro esquema que segue firme e forte na ALG é o de parcerias: as da vez são com Colombo (alfaiataria), Hector Albertazzi (bijoux), Hering (malharia), Escudero (bolsa), Humberto Pascuini (camisaria), Esdra (calçados femininos), Hardcore Footwear (calçados masculinos), Vans (tênis), Hope (lingerie), Puket (meia), Morri (tricô). Seria muito bom se cada vez mais marcas apoiassem estilistas com estrutura menor: ambos saem ganhando. E resumindo: a coleção como um todo tem um alto nível, com especial destaque pro verde militar mais camuflados e pro sexy total no fim com a sequência de modelos negros. Falando nisso: menção positiva também pra diversidade do casting, que já é um marco da ALG e funciona porque faz sentido pro público da marca, principalmente. É uma atitude fresh, é uma atitude política e não só “pega bem” – é necessária. (Jorge Wakabara)

Tags:                                              

Compartilhe Imprimir Google + Pinterest Whatsapp

Comentários via Facebook

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimas